Matueté Blog

Produções Matueté

13 de fevereiro de 2020 0

:: By Matueté | Produções Matueté | Sem categoria

Matuete_rancking_01

Nada como um novo ano para retomar sua lista de viagens dos sonhos. Páginas em branco de um passaporte, esperando por novos carimbos. Cantos secretos e culturas igualmente encantadoras, prontos para serem descobertos. Para facilitar, convocamos nossa equipe, um time que não cansa de colocar o pé na estrada, para listar destinos que merecem sua visita nos próximos 12 meses. No Brasil ou fora dele, o que importa é embarcar nessa viagem transformadora que é descobrir o mundo.

Malas prontas?

——-

Janeiro

—-

 M A L D I V A S  |  POR RENATA D` ANGELO

Matuete_rancking_24

“Em janeiro, as chuvas são quase inexistentes e o cenário fica ainda mais propício para a vida al mare que o destino pede. E nada melhor do que começar ano em clima de paz absoluta e conexão com a natureza. Imagine acordar em uma vila flutuante e ver tartarugas, arraias e tubarões nadando aos seus pés. Fora que não importa o tempo lá fora: a cor da água é sempre surpreendente e impressiona ainda mais pelo contraste com a areia branquinha.”

Dica: “Um passeio de barco ao pôr do sol, com direito a brinde.”

——-

P A T A G Ô N I A  |  POR KARINA ABREU

Matuete_rancking_25

 

“As temperaturas mais altas, por volta dos 20 graus, são ideais para desbravar as surpreendentes paisagens da região. Vale separar mais tempo para realizar roteiros que combinam El Chaltén e El Calafate, onde fica o Perito Moreno.”

Dica: “A trilha Laguna de los Tres, em El Chaltén. Você sai caminhando da própria cidade, sobe bastante até encontrar uma vista incrível de um lago com picos nevados.”

——-

Fevereiro

—-

A N T Á R T I C A   |  POR BIANCA MAGRI

Matuete_rancking_02

“Nessa época, as temperaturas são mais amenas – ufa! – e a vida animal é muito abundante, como os pinguins recém-nascidos, que parecem de desenho animado.”

Dica: “Como a maioria dos icebergs já derreteram, é possível avistar diversas baleias, que chegam ao destino para se alimentar, pertinho do seu bote Zodiac.”

——

J A M A I C A  |  POR LUIZA DOMBROSKI

Matuete_rancking_03

“Se o seu desejo de viajante pede férias na praia em clima de sossego total, a Jamaica é imperdível. Tem cores e sabores encantadores, além de um povo hospitaleiro que te recebe como ninguém. E essa é a época que menos chove, aproveite.”

Dica:Visitar o Fire Fly, museu do escritor Noel Coward instalado em sua antiga casa de veraneio. Além de conhecer mais sobre sua história, você aproveita uma vista incrível do destino.”

——-

Março

—-

A L P E S    POR GABRIELA FIGUEIREDO

Matuete_rancking_04

“Esquiar na primavera é uma delícia porque os dias são mais longos e ensolarados. Quase sempre você consegue almoçar nos terraços dos restaurantes, às vezes até de camiseta.”

Dica: “A neve fica mais pesada, então escolha estações mais altas pra garantir que as pistas ainda estejam em boas condições nessa época.”

—–

 C A M B O J A  |  POR LARA SARKIS  

Matuete_rancking_05

“Visitar os templos budistas e outras construções históricas esculpidas em meio às florestas, em uma época menos disputada é um privilégio. Soma-se a isso o clima não tão quente e as chuvas mais escassas. Lugares como o complexo de Angkor, por sua riqueza de detalhes, e o templo Banteay Srei, com suas inusitadas pedras rosadas, estão sempre na minha memória.”

Dica: “A saborosa culinária local servida nos mercados da Pub Street, em Siem Reap. O amok, peixe ensopado no leite de coco que lembra um pouco nossa moqueca, é inesquecível.”

——-

Abril

—-

J A P Ã O   |  POR THAÍS YUMI

Matuete_rancking_06

“Acompanhar a euforia com que os japoneses recebem as cerejeiras é encantador. Da decoração das lojas aos sabores de sorvetes, as flores enfeitam – e perfumam –  cidades como Tóquio e Osaka.”

Dica: “As iguarias sazonais que também são comuns nessa época. Troncos de bambu cozidos, docinhos recheados de morango, os mochis, e pequenas enguias batizadas de Ikanagos fazem parte da lista.”

—-

P E R U   |  POR MAGÊ PAGANO

Matuete_rancking_07

“O trem Andean Explorer é um jeito de ver os principais pontos do Peru, incluindo paisagens menos óbvias, de maneira confortável, charmosa e com exclusividade. Você passa por montanhas nevadas, campos meio desérticos, ruínas arqueológicas no meio do nada e pelo lago Titicaca. E, nessa época, as chuvas já cessaram e a chance de dias ininterruptos de céu azul é grande.”

Dica: “O nascer-do-sol imperdível em cada parada e o pisco sour com banana da terra frita servido a partir das 10 da manhã – cheio de energia, é um verdadeiro café da manhã dos campeões.”

——-

Maio

—-

S E I C H E L E S   |  POR MAYRA VITA

Matuete_rancking_08

“Esse paraíso tropical na costa da África é imperdível para quem adora mergulhar ou simplesmente não resiste à uma ilha paradisíaca. E o destino fica especialmente convidativo em maio, quando chove menos e o mar é mais calmo.”

Dica: “A ilha de La Digue, onde só se chega de barco e carros são proibidos. Para conhecer seus cantinhos secretos, escolha entre a bicicleta ou o carrinho de golfe.”

—-

   C Ó R S E G A   |  POR ANITA BESSON

Matuete_rancking_09

“O clima é perfeito para embarcar em uma roadtrip que desbrava o interior da ilha. O contraste entre as praias paradisíacas com algumas reservas naturais incríveis, caso da Scandola, e as montanhas imponentes resulta em um cenário impressionante.”

Dica: O GR20, um dos mais famosos hikings da Europa, com 200 quilômetros que cortam o destino de norte a sul.”

——-

Junho

—-

L E N Ç O I S   M A R A N H E N S E S  |   POR GABRIELA FIGUEIREDO

Matuete_rancking_10

“Além de evitar uma grande concentração de turistas, junho é garantia de um cenário marcado por lagoas cheias, cristalinas e ainda mais deslumbrantes. Também é o mês de festas tipicamente brasileiras no Nordeste, quando as cidades ficam todas enfeitadas.”

Dica: “A festa do boi na praça central de Santo Amaro ou um animado forró nos arredores de Atins, experiências mágicas.”

—–

M E N O R C A  |  POR CAROLINA SLEMER

Matuete_rancking_11

“Menos explorada que as vizinhas Ibiza e Mallorca, Menorca é especial. Mais ainda em junho, principalmente no começo, quando não há trânsito, nem tampouco lotações nas praias ou restaurantes. E os termômetros não atingem os 40 graus.”

Dica“A trilha Camí de Cavalls, que dá a volta na ilha inteira. São 187 quilômetros, mas você pode escolher um trecho para fazer a pé, de bike ou a cavalo.

——-

Julho

—-

A Ç O R E S |  POR MAYRA VITA

Matuete_rancking_12

“As hortênsias a perder de vista e os campos verdinhos deste arquipélago, ideal para famílias que gostam de ecoturismo, ficam ainda mais exuberantes nessa época de pouca chuva. O clima é um convite para aproveitar a vida outdoor que os Açores pedem.”

Dica: “A trilha de mountain bike na lagoa de Sete Cidades seguida de banho de águas termais em Furnas.”

—-

C H A P A D A   D I A M A N T I N A  |  POR PEDRO TREACHER

Matuete_rancking_13

“Um destino incrível para aproveitar as férias escolares, principalmente para famílias com crianças a partir de oito anos, que já aguentam caminhadas mais longas. A programação, que inclui grutas e cachoeiras inesquecíveis, pode ser feita de acordo com a idade do grupo. Além disso, o sol da Bahia segue brilhando lá fora, mas as chuvas são menos frequentes.”

Dica: “A cachoeira do Buracão, uma das mais incríveis do Brasil, que fica no sul da Chapada. No nosso roteiro de uma semana, passamos duas noites em uma cidadezinha rústica nessa região para conhecer esse e outros lugares sem precisar passar muitas horas no carro em um mesmo dia.”

——-

Agosto

—-

 G R O E N L  N D I A   |  POR ANITA BESSON

Matuete_rancking_14

“A época é perfeita para explorar a imensidão branca de gelo que marca essa ilha já que é possível navegar no meio dos icebergs e entrar nos inúmeros fiordes. As focas aparecem toda hora e, com sorte, você ainda será surpreendido por um urso polar.”

Dica: “Os navios de expedição, tendência da vez quando se fala em cruzeiros de luxo. Com adaptações pensadas para enfrentar obstáculos no caminho, eles chegam em lugares bem isolados – na Groenlândia quase não há estradas.”

—-

  P O L I N É S I A  F R A N C E S A  |  POR MAGÊ PAGANO

Matuete_rancking_15

“A época da seca é perfeita para aproveitar essa viagem especial, que tem vegetação impressionante e praias paradisíacas, mas vai além: os nativos, que te recebem muito bem, e a cultura local são grandes atrativos.”

Dica: “As ilhas são muito diferentes, as paisagens mudam, então vale combinar cerca de três delas em um mesmo roteiro. Os vulcões de Bora Bora e as plantações de baunilha de Tahaa, por exemplo. Também indico o passeio para ver baleias jubarte.”

——-

Setembro

—-

S I F N O S   |  POR LUIZA MOREIRA

Matuete_rancking_16

“O fim da alta temporada é sinônimo de restaurantes mais vazios, o que é essencial nesta ilha, conhecida por sua gastronomia excepcional. As praias de água azul turquesa ficam praticamente desertas.”

Dica: “Um passeio de barco ao redor da ilha, parando em tavernas como a Manoli – prove o mastello, cordeiro cozido no forno de barro.”

—-

N O R U E G A  |  POR LUIZA DOMBROSKI

Matuete_rancking_17

“Se as paisagens dos fiordes já são de tirar o fôlego, imagine no outono, quando elas ganham um colorido todo especial com o início das auroras boreais. E há muito menos turistas, vale dizer.”

Dica: “Um passeio de barco no mar aberto com um pescador de king crab para abrir as armadilhas colocadas no mar. O programa termina com um almoço com o catch of the day.”

——-

Outubro

—-

Á F R I C A  DO  S U L  |  POR BOBBY BETENSON

Matuete_rancking_18

“Programa imperdível para aproveitar o break oferecido pela maioria das escolas brasileiras. Afinal, acordar com elefantes no terraço do seu quarto é uma experiência inesquecível para qualquer família. Finalize o programa com alguns dias em Cape Town, que tem cenas gastronômica e cultural pulsantes.”

Dica: “Um passeio de bicicleta, com direito a piquenique e degustação, pelas vinícolas de Stellenbosh ou Franschhoek. A região também tem opções super charmosas de hospedagem.”

—-

F E R N A N D O  DE  N O R O N H A  |  POR PEDRO TREACHER

Matuete_rancking_19

“Outubro é o mês que as águas atingem sua visibilidade máxima – cerca de 50 metros –, ou seja: os mergulhos serão inesquecíveis. E ainda tem sol e quase nenhuma chuva, então dá para combinar bons programas de praia e mergulho.”

Dica: “Conduzida por um guia, a trilha subaquática te leva a lugarzinhos escondidos nas águas de Noronha, sempre acompanhado por muitos peixes.”

——-

Novembro

—-

L Í B A N O  |  POR GABRIELA FIGUEIREDO

Matuete_rancking_20

“É quando o calor dá uma trégua que maravilhas da Antiguidade como as ruínas de Baalbek ficam ainda mais esplendorosas. E vale sair do circuito óbvio para visitar a cidade antiga de Anjar, no Vale do Beqa.”

Dica: “Uma degustação dos centenários vinhos do Chateau Ksara, no Vale Beqa, fundado em 1857 por padres jesuítas.”

  M A R R O C O S  |  POR HELOISA PALMA

Matuete_rancking_21

“O clima, nem tão quente, nem tão frio, torna tudo mais agradável, principalmente as caminhadas por medinas medievais como a de Fez. Ao lado de um guia, você pode se perder por seu emaranhado de ruelas estreitas que mais parecem uma viagem no tempo.”

Dica: “Passar uma noite em um tented camp nas dunas gigantes de Merzouga é especial. Aproveite também para ver como pequenas agriculturas e pecuárias familiares cultivam um rio verde no meio do deserto no vale de Skoura.

——-

Dezembro

—-

R I O  T A P A J Ó S  |  POR  PEDRO TREACHER

Matuete_rancking_22

“Muita gente associa as viagens de verão a destinos de praia, mas poucos sabem que algumas das praias mais exclusivas do Brasil estão na Amazônia. O roteiro pelo Rio Tapajós combina programas para desbravar a floresta com momentos de sossego nas praias. E essa região é uma das únicas em que você consegue, em poucos dias a bordo, explorar diferentes ecossistemas, de águas cristalinas às mais escuras.”

Dica: “Uma ceia de réveillon longe de todo mundo numa praia isolada da Amazônia – trata-se de um dos poucos lugares do Brasil onde consegue garantir faixas de areia só para você.”

—-

I S L Â N D I A  |  POR BIANCA MAGRI

Matuete_rancking_23

“A pitoresca paisagem islandesa fica ainda mais especial no alto inverno. Além da aurora boreal, a época proporciona experiências únicas, como mergulhar de snorkel entre placas tectônicas em uma água de cor singular no Parque Thingvellir.”

Dica: “O voo de helicóptero por cenários espetaculares que pousa, literalmente, na cratera dos vulcões Hekla, Katla e Eyjafjallajökull. Para coroar, tem o impressionante contraste do gelo com uma praia de areia preta.”

———————————————

Inspirado pela nossa seleção? Conte conosco para tornar realidade essas e outras viagens memoráveis em 2020. Viajar é preciso, quem vem?

————————

Posted by
0

:: By Matueté | Dica do Viajante | Natureza | Produções Matueté

Em Julho organizamos uma viagem especial para destinos que são nosso xodó no Brasil: Lençóis Maranhenses, Alter do Chão e rio Tapajós, à bordo do Tupaiú. O sucesso foi tamanho que gostaríamos de dividir a carta de agradecimento com vocês:

Matuete_Lençois_Maranhenses_01

Voltamos recentemente da nossa viagem aos Lençóis Maranhenses, Alter do Chão e rio Tapajós. Foram 8 dias no total, ficamos todos muito felizes e satisfeitos, só temos elogios a fazer.

Matuete_Lençois_Maranhenses_02Em primeiro lugar, a natureza que Deus nos proporciona nesses
lugares é de cair o queixo e de encher a alma! Não devem nada a cenários espetaculares por esse mundo afora, rivalizando com Grand Canyon, Perito Moreno, Yosemite, Ilhas Gregas entre outras maravilhas.

Matuete_Lençois_Maranhenses_03Mas é justamente em lugares menos desenvolvidos e sofisticados, como os que temos no Brasil, que conseguimos enxergar de perto o serviço, os detalhes, as pessoas e o capricho com que vocês organizam nossas viagens.Tudo perfeito e impecável. As hospedagens, embora simples (e fomos avisados disso), são muito agradáveis e simpáticas.

Matuete_Lençois_Maranhenses_04

No roteiro todo, o ponto alto foi o atendimento, as pessoas que nos receberam e os programas. Em Atins, destaco as lagoas e o pôr do sol; o motorista excelente, o restaurante da Sesé; o jantar na Ferme de George e os passeios
de Stand-up e de quadriciclo.

Matuete_Lençois_Maranhenses_05

O Tupaiú é muito gostoso e é uma maneira especial de conhecer o Tapajós. Nos encantaram as praias, os banhos de rio, a trilha na floresta, a canoagem, os pontos onde ancoramos para dormir, mais pôr do sol, fauna e flora locais, pesca de piranha, artesanato e principalmente as pessoas: sempre atenciosasalegres e dispostas

Matuete_Lençois_Maranhenses_06

E, durante toda a viagem, nossa anfitriã: simpática, prestativa, alegre, disponível e pronta para mudar qualquer coisa que solicitávamos. Esses anfitriões são um ativo muito importante da Matueté, que vamos sempre incluir em nossas viagens.
Fazem a diferença.

Matuete_Lençois_Maranhenses_07

Obrigado novamente e até a próxima.
Abraços, L.O.R.M

Posted by
12 de fevereiro de 2020 0

:: (a) Europa | Produções Matueté

 

Matuete_Piemonte_01

Entre os Alpes e a Ligúria, cercado por colinas verdejantes cobertas por uma típica neblina e vinhedos a perder de vista,o Piemonte é um dos melhores lugares para mergulhar na dolce vita da Itália.A dica é esquecer a pressa para aproveitar programas como percorrer estradinhas sinuosas com vistas incríveis, flanar por vilarejos minúsculos, repletos de construções históricas, e, claro, se deliciar com o sabor inigualável da trufa e do vinho Barolo, dois clássicos da região.

Junto com a nossa anfitriã Patricia Kozmann, moradora da Itália há longa data e especialista em enogastronomia, elegemos dez experiências que tornam o destino especial. Da caça às trufas ao museu do vinho, é impossível não se encantar com os pequenos prazeres do Piemonte.

1. Desvende a história do Vinho 

Matuete_Piemonte_02

O Museo del Vino – Wi-Mu fica na antiga casa da família Falletti di Barolo, responsável por transformar o Barolo em um dos maiores tintos da atualidade. Ao lado de nossa anfitriã, descubra a trajetória desse vinho e da bebida na história da civilização.

2. Visite uma vinícola subterrânea

Matuete_Piemonte_03

Fundada em 1867, a Contratto tem uma adega escavada na rocha, a 32 metros de profundidade. É lá, na charmosa cidade de Canelli, que são produzidos vinhos espumantes no antigo método clássico.

3. Cace o verdadeiro tartufo

Matuete_Piemonte_04

Ao lado de um “trifulau” – nome dado ao caçador de trufas, em dialeto piemontês – e de um cachorro, embarque nessa aventura em busca dos perfumados tartufos. Como cenário, um bosque bucólico na região de Asti.

4. Cozinhe com quem entende

Matuete_Piemonte_05

Difícil não se encantar pela gastronomia italiana, então que tal aprender alguns de seus segredos? Em Roddi, um chef comanda aulas divertidas, em que cada aluno prepara a sua própria massa e sobremesa.

5.  Aproveite uma autêntica trattoria

Matuete_Piemonte_06

Refeições sem pressa são regra por aqui – vale lembrar que o movimento Slow Food começou no Piemonte. Em Santo Stefano Belbo, se esconde uma trattoria que faz delícias artesanais e com ingredientes fresquíssimos. Entre os preferidos, ovo caipira no copo com lascas de trufas e uma seleção de queijos piemonteses.

6.  Descubra a iguaria local

Matuete_Piemonte_07

No alto de uma colina, a pequenina Cherasco é famosa por ter alguns dos caracóis mais saborosos do mundo. Vale conhecer o Istituto di Elicicoltura, que desde 1973 estuda e cultiva o molusco de maneira natural. Para coroar, prove o risotto com escargot, alho preto e raspas de limão do Ristorante da Francesco, que tem uma estrela Michelin. Outra boa dica para comer escargots é o Osteria della Rosa Rossa, simples e delicioso.

7.  Perca-se em um vilarejo histórico

Matuete_Piemonte_08

Visitar a histórica parte alta de Monforte D’Alba vai além de observar as colinas piemontesas em um mirante de tirar o fôlego. Depois de passear sem rumo por suas casinhas coloridas e construções de pedras, aprecie o incrível anfiteatro Horszowski, cenário do festival de jazz & blues que acontece em julho.

8.  Aproveite as cores do Outono

Matuete_Piemonte_09

A folhagem outonal deixa o cenário ainda mais mágico, então, que tal um passeio de bicicleta pelos vilarejos? O programa termina com um delicioso almoço em um pequeno restaurante comandado pela “Mamma”.

9.  Viva como um local

Matuete_Piemonte_10

Depois da caça às trufas, acompanhe o trifulau até sua casa para comer uma bela massa com a trufa que acabou de encontrar.

10. Mergulhe no sabor das trufas

Matuete_Piemonte_11

 Aproveite a febre das trufas e, nos finais de semana de outubro e novembro, visite a Feira Internacional do Tartufo Branco, em Alba. Uma boa dica para comprar a iguaria a preços mais acessíveis.

———————————————————————————————————————————————————-

Consegue sentir o perfume das trufas e do Barolo? Nossa época favorita para visitar a região é durante os meses de outubro e novembro, quando a temporada de trufas atinge o auge e as cidadezinhas ganham ainda mais vida. 

Além de desenvolver roteiros sob medidas para você, com experiências verdadeiramente únicas, oferecemos benefícios exclusivos nos melhores hotéis da região.

Posted by
6 de junho de 2016 0

:: (a) África | (a) Américas | (a) Ásia | (a) Europa | Acontece por aí | Brazil - Central-west Region | By Matueté | Celebrações | Matueté em Campo | Matueté on the road | Nature | Natureza | Produções Matueté | Sem categoria

Maio foi um mês muito especial na Matueté. Viagens inacreditáveis, novidades saindo do forno, a vida foi animada aqui na rua Tapinás.

Dá uma olhada no que aconteceu, é muito bom dividir com você.

marrocos menor

O mês de maio deu start a uma temporada – até setembro – importante para você que busca se aventurar pelo Marrocos: um roteiro de verão da Maisons de Rèves, conjunto de casas dos sonhos, que podemos até chamar de Oásis.

DSC_3945

 O projeto mais famoso deles é um Kasbah no deserto de Ouarzazate, o Dar Ahlam, mas que fica impraticável no verão marroquino.

Pensando nisso, foi criado um percurso por duas belas casas tradicionais no sul do país, com programas de praia, passeios de bicicleta, contemplação dos campos de argan e da paisagem tranquila.

 DSC_4973

DSC_4641        DSC_4251

 ___________________________________________________________________________

unnamed

A Matueté cada vez mais digital

Esse mês começam os testes de uma nova ferramenta para facilitar a sua viagem. Em parceria com o aplicativo Axus*, você poderá consultar itinerários, reservas, dicas, de qualquer lugar. A primeira viagem com a utilização do Axus acontecerá em breve e voltamos com mais novidades.

___________________________________________________________________________

rev biro tokyo

 

Gabi Figueiredo na Revista do Birô

Para a primeira coluna da nossa Diretora de Viagens, Gabi Figueiredo, o destino escolhido não podia ser mais perfeito: Tokyo. A beleza evidente no caos da cidade é característica marcante e deixa os viajantes com vontade de não voltar.

Leia a coluna na íntegra na Revista do Birô. É só clicar na foto!

 

___________________________________________________________________________

piracaia novo

Maio foi um mês muito especial na área de Villas da Matueté. Destinos para todos os tipos de viagens foram incluídos no nosso portfólio, da represa de Piracaia à Itaipava na serra carioca, casas encantadoras e com diversas atividades se tornam a nossa aposta para as suas férias de inverno desse ano.

kigo

Junto com o lançamento das Casas de Campo, estreamos uma plataforma no lugar do site tradicional da Matueté Villas. O novo site traz informações completas sobre cada destino, facilitando assim a sua busca para o destino perfeito e momentos inesquecíveis em família ou com um grupo de amigos.

___________________________________________________________________________

pantanal

 

Já pensou em passar alguns dias em uma verdadeira fazenda pantaneira, mas com conforto e boa comida?

Durante a temporada de maio a setembro, o Pantanal está em sua melhor época para ser visitado. É quando a água, que antes alagava os campos e pastos, volta para o Rio Negro, as grandes lagoas secam e inicia-se o ciclo da seca. Com isso, toda a enorme variedade de animais do Pantanal se aglomera em torno da água que sobrou. O Vazante do Castelo é um dos maiores – se não o maior – espetáculos de vida selvagem em terras brasileiras.

pantanal

O dia a dia de uma viagem ao Pantanal é dinâmico: safaris, focagem noturna de animais, trilhas na mata, caiaques e, dependendo do lugar, cavalgadas e pescarias. Ao chegar de volta ao lodge, uma boa comida, quartos confortáveis, piscina e uma vista de tirar o fôlego. Não é à toa que o lugar se torna cada vez mais disputado por viajantes de alma aventureira e amantes da natureza de todos cantos do mundo.

Contudo, o Pantanal tem seus segredos, e escolher o lodge certo para cada perfil de viagem é fundamental. As novas acomodações da Caiman – Casa RK e Sede – são a pedida da temporada.

Junto ao Pantanal, é inevitável mencionarmos Bonito, um dos lugares mais lindos do mundo, por que não fazer os dois num roteiro de 8 dias e 7 noites?

308206648_6944052d59[1]  16128188  Departures139

___________________________________________________________________________

bossa

Iniciamos o mês com um foco em Bossa, o que não poderia ser melhor. A preparação de duas lindas celebrações entre amigos na Toscana está a todo vapor, e os detalhes preciosos variam desde a seleção do trio de cordas que acolherá um dos aniversariantes na chegada, à produção do próprio vinho com rótulo da família. Paisagens escolhidas a dedo por onde o grupo passará com suas vespas e logística de todos. Tudo está sendo preparado nos mínimos detalhes para que cada viagem seja produzida com excelência, personalidade e encantamento únicos.

___________________________________________________________________________

Natureza

Uma equipe e a natureza

No corporativo, focamos nossas energias em uma viagem dinâmica de integração, com uma corrida de aventura no meio da mata para os funcionários de uma empresa e suas famílias. Contando com acomodações em um lodge 100% sustentável, a viagem termina com uma festa junina, com direito a quadrilha, fogueira e marshmallows ao cair da tarde.

 

___________________________________________________________________________

highlight

Em maio estruturamos uma das mais incríveis expedições de aventura da Matueté. Uma viagem customizada para estrangeiros pelo Pantanal, Xingu e Rio de Janeiro. Os viajantes acamparam no meio da mata e contaram com paradas estratégicas em instituições como a S.O.S Pantanal, o Projeto Onçafari e a Escola Jatobazinho. Foram feitas doações para cada causa e, nossa equipe, que contou com uma grande campeã de corrida de aventuras, estava sempre um passo à frente para garantir que tudo saísse com perfeição. Foi mais um case de sucesso da Matueté Bossa!

___________________________________________________________________________

Matueté Insider

Destino certo para quem vai para Los Angeles, a cidade costeira de Santa Monica deixa saudade ao lembrarmos do famoso píer com a roda gigante movida a luz solar. Mas o que muitos não sabem é que além de linda, Santa Monica tem o lado artístico rico, e com uma vida social agitada.

Situada num prédio com ares industriais e rústicos, a Bergamot Station é exemplo perfeito do estilo de vida californiano. Um complexo de galerias de arte que recebe até 600.000 pessoas por ano, e que um dia foi uma estação de bonde, ligando o centro de Los Angeles ao Píer de Santa Monica. Foi concebida pelo governo em conjunto com Wayne Black, e hoje em dia é destino certo para os amantes da arte.

___________________________________________________________________________

Bem vindo e Boa Viagem

 

 

Posted by
28 de janeiro de 2016 1

:: (a) Ásia | (a) Oceania | Dica do Viajante | Matueté em Campo | Natureza | Produções Matueté

Em 2015 fui para o Sudeste Asiático e tive a oportunidade de presenciar a comemoração do ano novo Tailandês, chamado Song Kha.

LU4

Lembra as festas de réveillon ocidentais em que se tem a ideia de deixar para trás o que não deu certo e começar uma fase nova. A água é considerada pelo dai como símbolo de pureza religiosa e o ato de jogá-la água durante a comemoração é uma forma de desejar prosperidade e sorte.

LU9

Na Tailândia, conheci a caótica (mas incrível) cidade de Bangkok, a rustica ilha de Koh Phi Phi e terminei no maravilhoso hotel Four Seasons em Chiang Mai.

LU8

Depois segui para Luang Phabang no Laos, um lugar simples mas com uma energia fantástica. Terminei em Siem Reap, no Camboja, e adorei conhecer os templos do século IX.

LU3

A segunda viagem foi para a Austrália, onde tive a oportunidade de conhecer alguns dos Luxury Lodges of Australia. Primeira parada foi no Capella Lodge, considerado um patrimônio natural da humanidade. A ilha é super pequena, com apenas 11km de extensão e é uma ótima opção para quem ama natureza.

LU1

Segunda parada foi na região das grandes barreiras de corais, na ilha de Hamilton Island. Não deixem de dar um mergulho e fazer um sobrevoo pelas grandes barreiras.

LU7

Terceira parada foi na Tasmânia, no hotel Saffire, onde vale visitar as fazendas de ostras. Por fim, tive a oportunidade de visitar Melbourne e conhecer vários fornecedores bacanas na feira ATE – Australian Tourism Exchange.

LU6

Em 2016 pretendo visitar a Nova Zelândia e conhecer melhor a Argentina.

Para saber mais sobre esse destino e muitos outros, entre em contato com a gente!

Posted by
0

:: (a) Américas | Brazil - Northeast Region | Dica do Viajante | Matueté em Campo | Produções Matueté

Em 2015 aproveitei para explorar a costa do Dendê, entre a foz do Rio Jaguaripe e a Baía de Camamu, na Bahia.

Itacaré-Marau 4

Conheci praias lindas nos arredores de Itacaré, emolduradas por morros cobertos de Mata Atlântica. Adorei as lagoas na península de Maraú! Na maré baixa formam-se várias piscinas naturais, lotadas de peixes. Aliás, é importante consultar diariamente a tábua de marés porque as paisagens se transformam completamente com as mudanças da lua.

Itacaré-Marau 5

Visitei também as ilhas fantásticas na Baía de Camamu, de todos os tamanhos, com prainhas, florestas e manguezais ainda bem preservados. Fiquei  hospedada no Txai em Itacaré e na Casa dos Arandis em Maraú.

Itacaré-Marau 1

Visitei também o instituto Inhotim, em Brumadinho, para conhecer as novas galerias e a botânica que não via desde 2011. Todo mundo vai com expectativas altíssimas e ainda assim consegue sair maravilhado.

Inhotim 2

A visita a Inhotim é indescritível! Você pode até achar que já viu isso antes – um jardim de esculturas, um museu dentro de um parque – mas a dimensão do lugar e a relação das obras com o espaço, fazem da visita uma experiência singular.

Inhotim 4

Meus planos para 2016 são conhecer os Lençóis Maranhenses e quem sabe a Chapada dos Veadeiros.

Para saber mais sobre esse destino e muitos outros, entre em contato com a gente!

Posted by
0

:: (a) Américas | (a) Europa | Dica do Viajante | Matueté em Campo | Produções Matueté

Em 2015 fiz duas viagens muito incríveis: fui ao México participar da ILTM (uma renomada feira do turismo de luxo) e aproveitei para conhecer a Cidade do México.

O museu da Frida Khalo é imperdível e adorei o Mercado Roma.

IMG_6429

Depois, segui para a Península de Yucatan e visitei a cidade histórica de Mérida e os sítios arqueológicos maias de Uxmal, Chichen Itza e Cobá. (Fiz todo esse passeio de bike e recomendo)

Conheci também as lindas praias da Riviera Maia, desde a rustica e descolada Tulum até o complexo Mayakoba.

DSC_0802

A segunda viagem foi literalmente para o fim do mundo! Fui conhecer o novíssimo hotel Arakur do Ushuaia, destino com paisagens belíssimas e porta de saída de cruzeiros para Patagônia, Antártida.

O lugar foi povoado a pouquíssimo tempo e oferece uma interação muito especial com a natureza. Como faz frio o ano todo, a neve é garantida para quem gosta de esquiar.

DSC_0971

Em 2016 pretendo visitar a Sicília e voltar para a Califórnia, que adoro.

Para saber mais sobre esse destino e muitos outros, entre em contato com a gente!

 

Posted by
1

:: (a) Américas | Dica do Viajante | Matueté em Campo | Produções Matueté

O meu ano de 2015 foi de viagens e experiências incríveis!

1

Conhecer a imensidão dos Lençóis Maranhenses, a riqueza da flora local com as famosas matas de cocais e a energia do reggae Maranhense será uma recordação pra vida inteira.

2

Tive a oportunidade de ficar no hotel Ponta dos Ganchos e viver intensamente cada detalhe do produto que ofertamos, o que foi muito especial.

3

Também me aventurei pelas alturas do Pico das Agulhas Negras, em Itatiaia, e conheci a riqueza histórica de Minas Gerais, revivendo o passado e a cultura mineira. Conhecer as Cidades Históricas de Minas é viajar no tempo, entender de perto a história do Brasil e admirar a arquitetura bem preservada desde a época da colônia.

                    4              5

Este ano será a vez de explorar a Amazônia, a Chapada Diamantina e conhecer a vida selvagem do Pantanal.

DCIM100GOPROGOPR1862.

Para saber mais sobre esse destino e muitos outros, entre em contato com a gente!

Posted by
0

:: (a) Américas | Dica do Viajante | Matueté em Campo | Natureza | Produções Matueté

Ano passado viajei bastante pelos Estados Unidos, explorando o Grand Canyon e a costa da Califórnia.

No Grand Canyon, visitei  Monument Valley, uma lindíssima formação rochosa que fica dentro de uma reserva navajo entre Arizona e Utah e a hospedagem foi no hotel The View.

1

Passei algumas noites no Enchantment Resortem Sedona, um verdadeiro pólo místico e de bem-estar, com alta concentração de videntes, quiropratas, tarólogos e massagistas. A cidade serviu de locação para muitos filmes de faroeste, especialmente entre as décadas de 40 e 60.

2

Também estive em San Francisco e me hospedei no Mandarin Oriental. A cidade encanta pela geografia, ótima gastronomia, clima,  parques e boas compras.

DSCN5890

San Francisco foi construída em meio a 43 montanhas e colinas e tem como cenário o mar do Pacífico, artistas de rua, museus importantes e uma ponte que é considerada uma das maravilhas arquitetônicas do mundo: a Golden Gate.

DSCN5982

Passei também pelas águas do Rio Negro na Amazônia, um destino ideal para férias em família, especialmente se você fretar um barco para seu grupo. A viagem é uma combinação balanceada de caminhadas na mata, praias incríveis e um dos espetáculos naturais mais conhecidos e bonitos do país: o encontro das águas, que ocorre no ponto em que os cursos dos Rios Negro e Solimões se juntam para formar o Rio Amazonas.

2014-05-04 11.26.09

Terminei o ano conhecendo Cannes por causa da ILTM feira de turismo de luxo que agita o balneário. A cidade é uma graça, tem ótimos restaurantes e a hospedagem foi no Carlton. Uma experiência deliciosa!

Para 2016 tenho planos de conhecer o deserto do Atacama e a costa Amalfitana.

Para saber mais sobre esse destino e muitos outros, entre em contato com a gente!

Posted by
0

:: (a) Américas | (a) Ásia | Dica do Viajante | Matueté em Campo | Produções Matueté

Em 2015 estive em Nova York, que é sempre pulsante e cheia de experiências únicas.

Aproveitei para conhecer alguns dos melhores food trucks da cidade acompanhado de um crítico gastronômico do The New York Times, caminhar pelas galerias de arte no Soho e fazer uma visita privativa no Moma, ambos acompanhados de um art expert.

moma-museu-arte-moderna

Também visitei o Chile, um destino excelente para brasileiros graças a sua riquíssima diversidade.

                    2               1

Recomendo a região de Pucon, que fica a 1 hora de voo de Santiago e ainda é pouco explorada.

Vale a pena se hospedar na Hacienda Vira Vira, sofisticada e low profile, com vista privilegiada para o vulcão Villarrica e várias atividades outdoor.

                   4                6

Vale conhecer também a região vinícola de Millahue com paisagens lindas que mudam de cor dependendo da época do ano. A dica por lá é ficar no contemporâneo Hotel Vina Vik, que tem vinícola própria e serviço impecável, além dos deliciosos passeios a cavalo pelos parreirais da propriedade.

                   7                 9

Em 2016 o foco é no oriente: Japão, aí vou eu!

Para saber mais sobre esse destino e muitos outros, entre em contato com a gente!

Posted by