Matueté Blog
12 de agosto de 2019 0

:: Dica do Viajante

Depois de conhecer alguns dos principais pontos do Marrocos, nossa cliente Duda Cidade voltou fascinada pelo país. Aqui, ela divide suas impressões. 

Embarque nessa viagem conosco.

Matuete_Marrocos1 9e640b60-b508-43e0-adea-5b57b4c497e5

 

Marrocos é simplesmente apaixonante.
Nosso primeiro destino, Marrakech, é uma cidade pulsante e cheia de personalidade - mistura exótica de mercado árabe borbulhante com a elegância e bom gosto dos anos 50. Sua Medina, a antiga cidade fortificada, um enorme labirinto de ruelas, passagens estreitas e becos, vibra com o burburinho de comerciantes oferecendo seus produtos, e locais, sempre ruidosos, envolvidos com seus afazeres.

Matuete_Marrocos2

 

Além, é claro, de turistas, encantados com o primoroso artesanato, ou simplesmente em busca de pequenos e charmosos riads, geralmente com uma casa de chá ou um bar simpático, onde se tem uma visão privilegiada do belíssimo pôr do sol caindo sobre a malha densa das construções ocre da cidade, contra o azul intenso do céu marroquino.

Matuete_Marrocos3

Ficamos hospedados no La Mamounia. Sua elegância e tradição dispensam comentários. O hotel, encravado ao lado de um maravilhoso jardim, de oliveiras centenárias, laranjeiras e limoeiros carregados de frutos, canteiros com cactus de inúmeros tipos e formatos, e muitas  flores – é simplesmente deslumbrante! A bela arquitetura de suas instalações, primorosa nos detalhes da tradição marroquina, completa o visual espetacular.

Matuete_marrocos_5

Matuete_marrocos_4

 

Ali, o acolhimento é marcado pelo “savoirfaire” e a atenção de outros tempos. E seu Spa, já eleito como o melhor do mundo por revistas especializadas, traduz a excelência de seus serviços, além de oferecer um Hammam imperdível!

Matuete_Marrocos_6

O Museu Dar Si Said justifica uma visita só pelo incrível trabalho decorativo de suas instalações. Sua coleção de arte e artefatos é extremamente interessante e muito bem apresentada. E os Jardins Marjorelle, se mesclam perfeitamente à bela e exótica arquitetura da antiga residência do estilista Yves Saint Laurent, ali preservada.

Matuete_Marrocos7

Cidade animada, com intensa e variada vida noturna, Marrakech é definitivamente um ponto alto no Marrocos! Após 7 dias de muita exploração pela cidade, com direito à aula de culinária marroquina entre tantas coisas, seguimos de carro para a Cordilheira dos Atlas e nos instalamos no Kasbah Bab Ourika, que está em uma região cuja população é eminentemente berbere. Situado no alto de um vale frutífero e com vista de 360 graus, trata-se de um verdadeiro oásis de tranquilidade. Seu Spa usa somente produtos orgânicos, feitos com plantas da região.

Matuete_Marrocos8

Ali visitamos vilarejos à beira do rio Ourika, com um guia super simpático, nascido no lugar, e cheio de informações sobre o povo berbere e sua história. O toque divertido foi parar para tomar um café, ao som de música berbere, em um dos inúmeros“ lounges” improvisados pelos comerciantes locais na beira da água. Sofás e poltronas coloridos e um tanto surrados aos pés das imponentes montanhas da cordilheira compunham o visual exótico.

Matuete_Marrocos8

 

 

 

 

 

Partimos então para Fés, cidade essencialmente berbere e tradicional, que nos surpreendeu, grande mérito de nosso fantástico guia, Hashid. Um reservatório de informações e conhecimento profundo da cidade e da cultura marroquina, Hashid é professor na Universidade de Fés, a mais antiga do mundo. Certamente nos acompanhar, foi uma enorme deferência, sem dúvida por obra da Matueté, que tanto nos paparicou!! Conhecido em todas as partes, Hashid nos levou também à várias cooperativas de artesãos, onde nos perdemos em meio a tantas opções de seu maravilhoso artesanato.

Matuete_Marrocos9

A Medina de Fés, também fervilhante, me pareceu ainda mais intrincada que a de Marrakech, com inúmeras passagens estreitíssimas e cheias de mistério, onde se tinha a impressão que cada curva guardava uma surpresa totalmente inesperada…Em Fés nos hospedamos no Riad Fés, no coração da cidade antiga, cujo ambiente nos fez sentir parte das Mil e uma Noites…

Matuete_Marrocos10

Com ótimos restaurantes, a cada refeição, o tajine, prato típico de carnes e legumes cozidos, em uma panela de cerâmica do mesmo nome, parecia ficar melhor. Destaque para o Maison Bleu, onde encerramos nossa viagem.  Uma despedida calorosa e com a firme intenção de voltar assim que possível.

Matuete_Marrocos11

Da costa do Mediterrâneo à imensidão de areia do Saara, passando por cidades cheias de história, o Marrocos é um país que não cansa de surpreender os viajantes. Esperamos que esse relato apaixonado te faça arrumar as malas para descobrir cada um dos seus segredos.
E conte conosco para planejar cada detalhe de sua próxima aventura.
Seja pelo Marrocos ou qualquer outro canto do planeta.

Posted by
0

:: (a) Américas

A Amazônia é definitivamente um dos lugares mais especiais do planeta.
“Os pulmões da terra, o coração da América do Sul, a alma do Brasil”, como nosso sócio Martin Frankenberg costuma dizer. E não importa quantas viagens a gente tenha organizado para o destino, um de nossos favoritos no mundo: ele não cansa de nos surpreender e inspirar.

amazonia_matuete1

 

Para nós, desbravar a região é jantar em uma praia deserta sob as estrelas, conhecer a fundo uma comunidade ribeirinha e andar de voadeira entre ilhotas perdidas; tudo isso sem multidão e com conforto de sobra. Até o final do ano,
a chuva por lá diminui, o nível dos rios desce e praias inesquecíveis aparecem para deixar o cenário ainda mais exuberante. Então que tal embarcar conosco nessa aventura absolutamente transformadora?

amazonia.matuete2

 

Flutuando

Uma das melhores formas de desvendar a floresta e seus encantos é de barco. Pense em um horizonte 360 graus como companhia constante, paradas estratégicas em algumas das praias mais lindas do Brasil e noites embaladas pelas águas calmas dos rios Negro e Tapajós. Detalhe: ao contrário do que muitos pensam, não há mosquitos por lá.

matuete_amazonia3Mas, além de tudo isso, navegar é a chance de unir pequenos grupos
de amigos ou família. Isso porque a Matueté tem acesso a uma seleção de barcos privativos – dos charmosos regionais reformados aos iates de luxo –, que são a melhor opção para quem busca viagens customizadas.

matuete_amazonia4Pensados sob medida para cada viajante, os roteiros são acompanhados
por guias especializados, chefs e um produtor Matueté responsável por cuidar de todos os detalhes. Quem preferir pode se hospedar em um lodge charmoso e contar com toda a estrutura Matueté em expedições diárias que desbravam
o melhor da região.

Imersão
Seja nas centenas de ilhas, igarapés e igapós que acompanham a região
do rio Negro, ou nas incríveis praias fluviais que encontramos ao longo do rio Tapajós, trata-se de uma viagem repleta de experiências que ficarão para sempre na sua memória.


amazonia_matuete_5

Entre os destaques, os inesquecíveis banhos de rio sem ninguém por perto, as caminhadas que são verdadeiras aulas da fauna e flora locais, os encontros com as comunidades ribeirinhas e o voo de hidroavião que desvenda o ecossistema local a partir de um novo ângulo.

amazonia_matuete_6

Para os mais curiosos, que tal uma aula de sobrevivência na selva? Por algumas horas ou mesmo uma noite inteira, um ex-capitão do exército te leva mata adentro para ensinar a fazer fogo, construir abrigos, armadilhas para animais e outros desafios.

amazonia_matuete7

São muitas aventuras pensadas para contemplar um dos espetáculos mais fascinantes da terra. Fale conosco e viva uma experiência Matueté na Amazônia.

 

 

Posted by
26 de junho de 2019 0

:: (a) Europa

Sempre com o pé na estrada, nossa equipe não se cansa de buscar lugares escondidos e nada óbvios pelo mundo. Desta vez, é a Anita Besson quem entrega seus achados de Paris. 

Paris, França, Eiffel, Torre, Cidade, Viagens, Francês

Para Passear

“A rue de Montorgueil, próxima ao Les Halles, é famosa pelos seus cafés, bares, pequenos mercados e lojas. É lá que fica a Stohrer, a mais antiga patisserie de Paris, fundada em 1730. Não deixe de comer um mille-feuilles au caramel ou un éclair au chocolat!”
antiga patisserie de Paris

Os melhores queijos

“A Barthélémy é uma pequena loja que tem todos os queijos imagináveis e inimagináveis! Fica na rue de Grenelle e eles embalam para viagem.”
Barthelemy

Museus e galerias

“Gosto muito do MAM, especialmente da sala que tem uma pintura espetacular de Raoul Dufy. A obra, impressionante, conta a história da eletricidade. Já o pequeno L’Orangerie exibe as Nymphéas de Monet que parecem um sonho. Destaco ainda a Galerie Vivienne, que tem o piso de mosaico original e lojinhas de artistas. Fica pertinho de uma praça linda, a Place des Victoires.”

Museus em paris

Lojinhas escondidas

“A Victoire, em St Germain, tem uma boa curadoria de estilistas não tão conhecidos. A Simone et Georges, no Quartier Latin, faz os famosos kikoys. E, perto do Jardin de Luxembourg está a loja de Marie-Hélène de Taillac, que faz joias lindas e coloridas com pedras compradas na Índia.”
lojinhas Paris

Para aprender

Faça uma aula de pâtisserie de um dia na renomada escola Ritz Escoffier e saia especialista no tema. Ou, contrate um guia para visitar o Museu de Orsay –  é uma aula de história através do tempo.”
aula paris

Pausa para o café 

“A Carette, do Trocadero, existe desde 1927 e tem uma bela vista da torre Eiffel. Adoro os canapés – pequenos sanduíches de pão de miga
com vários sabores, uma delícia.”

unnamed (6)

Para comprar pão

“Na cidade que tem, literalmente, uma padaria a cada esquina, indico a do Cyril Lignac . Os doces também são maravilhosos.”
unnamed (7)

Uma massagem

Joelle Ciocco, queridinha das francesas, é uma bioquímica que criou uma linha super bacana de cosméticos. Marque uma massagem em seu consultório da Place de la Madeleine: você não vai se arrepender.”

unnamed (8)

Leve para casa

“Adoro o Marché des Enfants Rouges, no Marais. Além de comprar, dá para comer nos quiosques. Outra dica é o Marché Bio, que acontece aos domingos no Boulevard Raspail, só com orgânicos. E a La Grande Epicerie du Bon Marché vale a viagem: tem tudo e sempre da melhor qualidade.”

unnamed (9)

Uma livraria

“A Galignani é uma instituição na cidade. Da última vez que estive lá, encontrei ninguém menos do que Gérard Depardieu.

unnamed (10)

Para comprar flores

“Adoro ver as flores da estação no mercado de rua da Av. Du President Wilson, principalmente na época das peônias, tulipas e hortênsias. Os produtos também seguem as mudanças de clima: os aspargos (brancos e verdes) e as alcachofras são deliciosos, e os pêssegos e morangos têm um perfume que se espalha e fica impossível não experimentar.”

unnamed (11)

Paris está à sua espera. Entre em contato com o nosso time. Será um prazer planejar sua viagem.

 

 

Posted by
0

:: (a) Europa

Foi dada a largada para a Bienal de Arte de VenezaSob o tema May you Live in Interesting Times, a 58a edição da feira reúne trabalhos de artistas do mundo todo até o final de novembro. É hora, portanto, de programar um passeio por uma das cidades mais inspiradoras do mundo.

Seja em um palácio centenário, em hotéis especiais à beira do canal ou a bordo de um cruzeiro, explore Veneza sob nossa curadoria e tenha acesso às mais exclusivas propriedades e benefícios que tornarão seus dias venezianos ainda mais inesquecíveis.

Villa Barbarigo

unnamed (3)

Imagine acordar em um palácio cercado por móveis e obras de arte originais.  Ao abrir a janela, um jardim desenhado pelo arquiteto e escultor Luigi Bernini, considerado um dos mais bonitos do país, serve de moldura para os lindos dias de sol.

É este o cenário da Villa Barbarigo, construída no século XVII
por uma das famílias, mais importantes de Veneza.

A imensidão de verde é um convite para cafés da manhã sem pressa à beira da piscina, caminhadas em total privacidade e, por que não, degustações de vinhos da região? Aos entusiastas do golfe, vale lembrar que um campo com 27 buracos está a poucos passos de distância.

Hotéis Aman, The Gritti Palace e Belmond Cipriani

Hoteis_Veneza

 

O cenário cinematográfico de Veneza pede um hotel à altura e, claro, à beira da água. Em uma parte mais tranquila do Grand Canal, está o pequeno palácio do século 16 que abriga o Aman. Aqui, afrescos originais se misturam à peças contemporâneas para dar vida aos 24 quartos e ambientes como o restaurante italiano Arva.

unnamed (1)

No mesmo canal está o The Gritti, que tem suítes suntuosas, spa da Sisley e escola de culinária.

unnamed (2)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Já o mítico Belmond Cipriani é um oásis na ilha de Giudecca, a poucos minutos de lancha privativa da Piazza di San Marco. Programas como um mergulho na piscina olímpica ao ar livre e tomar Bellini no bar já se tornaram clássicos da cidade.

Eleja o seu hotel preferido e tenha acesso aos benefícios oferecidos
para clientes Matueté: Upgrade, early check-in e late check-out sempre
que houver disponibilidade, café da manhã e créditos para serem usados nos hotéis.

Cruzeiros

unnamed (4)\

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Se a ideia for entrar no clima flutuante de Veneza, vale se hospedar em navios mais intimistas. Entre os roteiros da Silversea que passam pela cidade, a embarcação Shadow é a garantia de uma experiência fantástica com suas cabines com terraço, mordomo à disposição, spa e tabacaria. Aos viajantes em busca de experiências fora do lugar comum, a Crystal Cruises organiza passeios como uma visita privativa ao Palácio Ducal. De volta ao navio Crystal Esprit, que tal uma aula de ioga no deque?

Veneza está à sua espera. Entre em contato com o nosso time. Será um prazer planejar sua viagem.

Posted by
2 de maio de 2019 0

:: Sem categoria

O ano começa e, com ele, a sensação de renovação e um mundo de possibilidades. Explorar novas fronteiras, experimentar e descobrir as belezas e peculiaridades de culturas mundo a fora.

Quais itens da sua #bucketlist você quer “ticar” esse ano?

Para te inspirar nas escolhas dos destinos de 2019, fizemos uma seleção especial que vai de lugares autênticos como Omã aos queridinhos da vez, como Egito e Butão. Seja qual for a sua escolha, pelo Brasil ou pelo mundo, estamos aqui, prontos para te ajudar a viver momentos inesquecíveis e experiências espetaculares.

____________________________________________________________________________________________________________

Auckland por Bobby Betenson 

“Waiheke fica a 30 minutos de balsa do centro de Auckland e é para onde os locais vão para relaxar durante o verão. Passeios de barco, vinícolas, galerias de arte, praias e grandes produtores de azeite são algumas das atrações da ilha. Minha sugestão é passar um dia todo por lá, saindo do lugar comum quando se está na cidade na melhor época do ano.

Quando ir? Janeiro.

Cambodia; Siem Reap; Angkor Wat in late afternoon sun

Camboja por Anita Besson Moraes Abreu

País em reconstrução, que conta com uma culinária fantástica, cheia de sabores e texturas incríveis, além de templos maravilhosos. Minha sugestão é se hospedar em casas Khmer e descobrir lugares inusitados desconhecidos pelo turista comum.

Quando ir? Fevereiro.

 

Lech, Austria

Lech por Gabriela Figueiredo

Ir para a estação de esqui austríaca de Lech em março, significa pistas livres, mas ainda com muita neve! O destino se gaba de ser um dos pontos mais garantidos de neve de boa qualidade nos Alpes e é um dos mais charmosos também.

Quando ir? Março.

yak - butão

Butão por Luciana Dutra

Os dias lindos e claros de abril deixam o Reino da felicidade ainda mais especial. A luz nessa época é única. A caminhada de 4 horas ao Monastério Taktshang Lhakhang ou Tiger’s Nest (Ninho do Tigre) é imperdível.

Quando ir? Abril.

ÁSIA - INDONÉSIA

Indonésia por Luiza Vaz Moreira

Maio ainda é começo da temporada na Indonésia. Com menos turistas, clima gostoso e ondas perfeitas para o surfe, é a melhor época para explorar este paraíso. O pôr do sol em Uluwatu é, para mim, um dos mais lindos do mundo.

Quando ir? Maio.

Lençóis Maranhenses

Lençóis Maranhenses por Heloísa de Palma

Em junho as lagoas de água doce do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses estão cheias, mas os turistas ainda não chegaram em peso. A região está se desenvolvendo rapidamente e começam a aparecer pousadas charmosas, pontos de kite e alguns restaurantes. Um desses destinos para ir logo, enquanto sua essência e beleza se mantêm intactas.

Quando ir? Junho.

Córsega, França

Córsega por Magê Pagano

Uma ilha de paisagens contrastantes, a Córsega tem praias lindíssimas ao sul e montanhas enormes ao centro. Recomendo explorar o sul da “Ilha da Beleza” de barco e ficar em uma casinha restaurada de pastoreio, ultra charmosa, o programa perfeito para passar dias deliciosos de verão.

Quando ir? Julho.

Tapajós

Rio Tapajós por Martin Frankenberg

Imagine navegar pelo Rio Tapajós, uma das regiões mais bonitas da Amazônia, com águas cristalinas, areia branca, sol e “praias particulares”, tudo isso no meio da floresta mais famosa do mundo. Para terminar o dia, nada melhor que aproveitar o silêncio e o céu super estrelado. A região é especialmente linda em agosto, quando chove menos e as praias estão em seu esplendor máximo.

Quando ir? Agosto.

Moray por Carlos OzaiolaVale Sagrado por Thaís Kubo

O Vale Sagrado dos Incas, no Peru, é fascinante. Uma região montanhosa próxima a Cusco, onde os sítios arqueológicos mais importantes do país, como Ollantaytambo. Minha dica é explorar a região num roteiro de caminhada. Setembro ainda é a época seca, sem chuvas, e com dias de céu super azul, as ruinas Incas ficam ainda mais impressionantes e as caminhadas, mais fáceis.

Quando ir? Setembro.

Angra dos Reis  Angra dos Reis por Pedro Treacher

Outubro é um mês especial para uma viagem de barco na região de Angra: o tempo está esquentando, chove pouco e o destino ainda não está repleto de outros barcos como no auge do verão. A baía azul turquesa e mais de 300 ilhas cobertas de Mata Atlântica fazem de Angra um dos destinos de praia mais especiais do Brasil.

Quando ir? Outubro.

Egito por Abercrombie and Kent

Egito por Mayra Latuf

Em novembro, o Egito está na segunda metade do outono e um ótimo momento para se aventurar pelo país. O clima é ameno para visitar as pirâmides e ainda dá para pegar dias de sol e calor para aproveitar a praia nos balneários como Sharm el Sheikh. O must do: navegar pelo Nilo numa dahabiya privativa, embarcação típica desse lado do mundo, a forma perfeita de ver as maravilhas entre Luxor e Aswan.

Quando ir? Novembro

Omã

Omã

Omã por Lara Sarkis I Para mim, Omã é a grande surpresa do mundo árabe: praias lindas, um mar azul turquesa, deserto, wadis, oasis e montanhas. Um país tranquilo que mantém genuinamente sua cultura árabe, proporcionando uma experiência autêntica.  Em dezembro a temperatura fica agradável e por ser um destino ainda menos explorado, é uma ótima opção para o final do ano. Não deixe de provar o café com cardamomo, acompanhado de doces tâmaras

Quando ir? Dezembro.

___________________________________________________________________________________________________________

Aproveite essa seleção e se inspire para as próximas férias.

Abraços,

Equipe Matueté

 

Posted by