TAPIOCA
Matueté Blog

Matueté on the road

6 de junho de 2016 0

:: (a) África | (a) Américas | (a) Ásia | (a) Europa | Acontece por aí | Brazil - Central-west Region | By Matueté | Celebrações | Matueté em Campo | Matueté on the road | Nature | Natureza | Produções Matueté | Sem categoria

Maio foi um mês muito especial na Matueté. Viagens inacreditáveis, novidades saindo do forno, a vida foi animada aqui na rua Tapinás.

Dá uma olhada no que aconteceu, é muito bom dividir com você.

marrocos menor

O mês de maio deu start a uma temporada – até setembro – importante para você que busca se aventurar pelo Marrocos: um roteiro de verão da Maisons de Rèves, conjunto de casas dos sonhos, que podemos até chamar de Oásis.

DSC_3945

 O projeto mais famoso deles é um Kasbah no deserto de Ouarzazate, o Dar Ahlam, mas que fica impraticável no verão marroquino.

Pensando nisso, foi criado um percurso por duas belas casas tradicionais no sul do país, com programas de praia, passeios de bicicleta, contemplação dos campos de argan e da paisagem tranquila.

 DSC_4973

DSC_4641        DSC_4251

 ___________________________________________________________________________

unnamed

A Matueté cada vez mais digital

Esse mês começam os testes de uma nova ferramenta para facilitar a sua viagem. Em parceria com o aplicativo Axus*, você poderá consultar itinerários, reservas, dicas, de qualquer lugar. A primeira viagem com a utilização do Axus acontecerá em breve e voltamos com mais novidades.

___________________________________________________________________________

rev biro tokyo

 

Gabi Figueiredo na Revista do Birô

Para a primeira coluna da nossa Diretora de Viagens, Gabi Figueiredo, o destino escolhido não podia ser mais perfeito: Tokyo. A beleza evidente no caos da cidade é característica marcante e deixa os viajantes com vontade de não voltar.

Leia a coluna na íntegra na Revista do Birô. É só clicar na foto!

 

___________________________________________________________________________

piracaia novo

Maio foi um mês muito especial na área de Villas da Matueté. Destinos para todos os tipos de viagens foram incluídos no nosso portfólio, da represa de Piracaia à Itaipava na serra carioca, casas encantadoras e com diversas atividades se tornam a nossa aposta para as suas férias de inverno desse ano.

kigo

Junto com o lançamento das Casas de Campo, estreamos uma plataforma no lugar do site tradicional da Matueté Villas. O novo site traz informações completas sobre cada destino, facilitando assim a sua busca para o destino perfeito e momentos inesquecíveis em família ou com um grupo de amigos.

___________________________________________________________________________

pantanal

 

Já pensou em passar alguns dias em uma verdadeira fazenda pantaneira, mas com conforto e boa comida?

Durante a temporada de maio a setembro, o Pantanal está em sua melhor época para ser visitado. É quando a água, que antes alagava os campos e pastos, volta para o Rio Negro, as grandes lagoas secam e inicia-se o ciclo da seca. Com isso, toda a enorme variedade de animais do Pantanal se aglomera em torno da água que sobrou. O Vazante do Castelo é um dos maiores – se não o maior – espetáculos de vida selvagem em terras brasileiras.

pantanal

O dia a dia de uma viagem ao Pantanal é dinâmico: safaris, focagem noturna de animais, trilhas na mata, caiaques e, dependendo do lugar, cavalgadas e pescarias. Ao chegar de volta ao lodge, uma boa comida, quartos confortáveis, piscina e uma vista de tirar o fôlego. Não é à toa que o lugar se torna cada vez mais disputado por viajantes de alma aventureira e amantes da natureza de todos cantos do mundo.

Contudo, o Pantanal tem seus segredos, e escolher o lodge certo para cada perfil de viagem é fundamental. As novas acomodações da Caiman – Casa RK e Sede – são a pedida da temporada.

Junto ao Pantanal, é inevitável mencionarmos Bonito, um dos lugares mais lindos do mundo, por que não fazer os dois num roteiro de 8 dias e 7 noites?

308206648_6944052d59[1]  16128188  Departures139

___________________________________________________________________________

bossa

Iniciamos o mês com um foco em Bossa, o que não poderia ser melhor. A preparação de duas lindas celebrações entre amigos na Toscana está a todo vapor, e os detalhes preciosos variam desde a seleção do trio de cordas que acolherá um dos aniversariantes na chegada, à produção do próprio vinho com rótulo da família. Paisagens escolhidas a dedo por onde o grupo passará com suas vespas e logística de todos. Tudo está sendo preparado nos mínimos detalhes para que cada viagem seja produzida com excelência, personalidade e encantamento únicos.

___________________________________________________________________________

Natureza

Uma equipe e a natureza

No corporativo, focamos nossas energias em uma viagem dinâmica de integração, com uma corrida de aventura no meio da mata para os funcionários de uma empresa e suas famílias. Contando com acomodações em um lodge 100% sustentável, a viagem termina com uma festa junina, com direito a quadrilha, fogueira e marshmallows ao cair da tarde.

 

___________________________________________________________________________

highlight

Em maio estruturamos uma das mais incríveis expedições de aventura da Matueté. Uma viagem customizada para estrangeiros pelo Pantanal, Xingu e Rio de Janeiro. Os viajantes acamparam no meio da mata e contaram com paradas estratégicas em instituições como a S.O.S Pantanal, o Projeto Onçafari e a Escola Jatobazinho. Foram feitas doações para cada causa e, nossa equipe, que contou com uma grande campeã de corrida de aventuras, estava sempre um passo à frente para garantir que tudo saísse com perfeição. Foi mais um case de sucesso da Matueté Bossa!

___________________________________________________________________________

Matueté Insider

Destino certo para quem vai para Los Angeles, a cidade costeira de Santa Monica deixa saudade ao lembrarmos do famoso píer com a roda gigante movida a luz solar. Mas o que muitos não sabem é que além de linda, Santa Monica tem o lado artístico rico, e com uma vida social agitada.

Situada num prédio com ares industriais e rústicos, a Bergamot Station é exemplo perfeito do estilo de vida californiano. Um complexo de galerias de arte que recebe até 600.000 pessoas por ano, e que um dia foi uma estação de bonde, ligando o centro de Los Angeles ao Píer de Santa Monica. Foi concebida pelo governo em conjunto com Wayne Black, e hoje em dia é destino certo para os amantes da arte.

___________________________________________________________________________

Bem vindo e Boa Viagem

 

 

Posted by
26 de agosto de 2015 0

:: (a) Europa | Acontece por aí | Dica do Viajante | Matueté on the road

Olá,

Quem me conhece sabe do meu desejo antigo em ver a aurora boreal, um dos maiores espetáculos da natureza. As auroras são difíceis de prever e mesmo sabendo que não teria garantia de vê-las, essa foi minha principal motivação quando decidi conhecer a Islândia.

2

Próxima ao Círculo Polar Ártico, tem estações do ano bem distintas. Escolhi viajar no inverno, na semana do meu aniversário e para ver uma ilha branca (nunca imaginei que encontraria tamanha variedade de uma cor tão pura!), com dias curtos que duram apenas quatro horas.

3

No verão parece que a paisagem muda por completo, as noites praticamente não existem, os animais ficam soltos no pasto e a ilha é verde, fazendo um contraste bonito com o branco das geleiras.

Há um ditado curioso por lá: “se você não está satisfeito com o clima, espere 5 minutos”e é verdade, já que ele muda o tempo inteiro. Ainda assim o ar é puro, o céu é lindo e a Islândia é considerada um dos países menos poluídos e mais saudáveis do mundo!

4

Sua capital é Reykjavík (pronuncia-se Reiquiavique) e o nome quer dizer “baía fumegante”. Por incrível que pareça, a cidade de telhados coloridos e sem muita modernidade aparente, passou a ditar tendência graças a efervescente cena artística e ao Harpa Complex, um centro cultural projetado pelo artista Olafur Eliasson. Tem uma vida noturna animada, bares com apresentações de artistas promissores e ótima gastronomia, incluindo o melhor hot dog do mundo, segundo os locais. 

5

É um destino para aventureiros sem frescuras de conforto. Como o turismo é relativamente recente, o serviço nos hotéis é informal, do tipo faça você mesmo. E quem não quer ficar atolado na neve, deve contar com um motorista experiente a bordo de um Super 4X4 já que as atividades requerem grandes deslocamentos – inclusive foi preciso socorrer alguns motoristas desavisados enquanto estivemos por lá!

6

E há muito a se fazer: caminhadas por geleiras, passeios de snowmobile, conhecer o parque Thingvelli (patrimônio da UNESCO), as quedas d’agua Gulfoss e Seljalandsfoss, o trenó puxado por huskies (um must para as crianças), cavernas de gelo, observar as baleias e, para os que conseguem enfrentar uma água fria (média de 0ºC), ainda existe o mergulho entre as placas tectônicas da América do Norte e da Eurásia.

                                7              8

Sem contar a emoção de um sobrevoo em helicóptero e ver as belas praias de areia preta e crateras em erupção. Esse passeio é obrigatório para entender a dimensão e a natureza crua da Islândia e foi um dos mais bonitos que já fiz na vida, um must see!

Ao final, ainda ganhei uma surpresa do meu marido (e melhor companheiro de aventuras): encontrar uma garrafa de champanhe escondida na neve e celebrar meu aniversário do jeitinho que eu gosto: viajando em boa companhia! 

                                 9             10

E a aurora boreal, Anita? Pois é, não foi desta vez. O que reforça que nem mesmo condições perfeitas garantem vê-las. Mas, minha busca não acaba aqui e a Islândia deixa um gostinho de quero mais.

Quem sabe no verão, uma atmosfera diferente, verde e colorida. Quem sabe apreciar o sol da meia noiteexplorar o Norte, ou dar uma esticada na Groenlândia. Uma nova aventura e a renovação do meu desejo antigo: o esplendor da aurora boreal

11

Espero que este relato te motive a viver experiências incríveis mundo afora!

Um grande abraço,

Anita Besson Moraes Abreu
 
 
14
Posted by
19 de agosto de 2015 0

:: (a) Américas | Acontece por aí | Matueté on the road

Na última semana, parte da nossa equipe esteve em Las Vegas, acompanhando a última edição da Virtuoso Travel Week, feira tradicional do turismo de luxo que conta com a participação dos principais fornecedores do setor, além de vários eventos bacanas e um clima delicioso!

Foi a oitava edição do evento em que Matueté  marcou presença e a turma voltou cheia de prêmios e muitas novidades fresquinhas de lá…

1

Dentre muitos highlights,  vale destacar as novas ferramentas de tecnologia para aprimorar as experiências do viajante, o foco nos Jogos Olímpicos do Rio no próximo ano, o Ashford Castle , na Irlanda (do grupo Red Carnation) foi consagrado hotel do ano, o Rosewood Beijing ganhou o prêmio de “hotel to watch” e o Ritz Carlton Kyoto ganhou como “achievement em Design”. (Adoramos todos eles!)

Além disso, o Dolder Grand, de Zurique ganhou na categoria melhor Spa (o que é muito legal por se tratar de um Spa urbano), o frisson causado pela aguardada inauguração do Soneva Jani nas Maldivas em 2016 e o novo restaurante de tapas ítalo-espanholas do hotel Bellagio, o Lago.

6

Os after parties animados do Grupo Rocco Forte, o almoço com nossos parceiros do Connaught, Berkeley e Claridge’s e o jantar do Grupo Oetker para os melhores parceiros da América Latina!

2

1472 appointments, em 4 dias; uma verdadeira maratona, mas a feira é tão dinâmica que nem parece! E a melhor parte foi ver quase todos da nossa equipe bem recompensados nos sorteios realizados ao longo do evento, garantindo regalias para as próximas aventuras. Parabéns turma!

                    4        3

Guardaremos com carinho as ótimas recordações, os novos contatos, parcerias e contem sempre com o apoio da Matueté nas próximas edições. :)

 

 

 

Posted by
21 de maio de 2015 1

:: (a) Américas | Adventure | Brazil - Northeast Region | By Matueté | Dica do Viajante | Matueté on the road | Natureza | Produções Matueté

Olá,

Das inúmeras viagens que fiz aos Lençóis Maranhenses, uma foi especialmente gratificante. Quando a Matueté identificou que precisávamos criar uma nova proposta de itinerário, diferente do que era sugerido por todas as agências naquele momento, abracei o desafio e me mandei para lá.

DSC_0099  – Sobrevoo no Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses -

E eu tinha um grande objetivo: criar um roteiro por esse lugar incrível, sem depender de Barreirinhas, a principal porta de entrada da região e já muito desgastada pelo turismo de massa. Nada fácil, mas este tipo de questionamento, buscando sempre o autêntico, transforma nossa maneira de produzir roteiros até hoje.

Lençóis tem uma natureza única, em constante mutação. Não existe nada comparável a essa paisagem transgressora, absolutamente inconcebível em qualquer outro lugar do mundo. Talvez algum deserto africano, só que ao avesso, já que água doce é algo nada raro nesta parte do Brasil!

12- Olhando assim, até parece um deserto -

Hoje, algum tempo depois daquela viagem que modificou absolutamente tudo, é bom lembrar dos highlights. O ponto de partida foi São Luís do Maranhão; um pernoite tranquilo para garantir total disposição nos próximos dias…

sl- Entardecer no centro histórico de São Luís  -

O plano era bastante simples: entrar nos Lençóis pela porta dos fundos, aquela que geralmente os turistas nem sabem que existe. E assim, parti de carro rumo ao município de Humberto de Camposde onde saí numa voadeira pelo Rio Alegre – um rio despretensioso, esquecido pelo tempo, margeando mangues, buritizais e que não dá a dimensão do que acontece a seguir.

IMG_6724- A veloz e prática Voadeira (muito prazer!) -

De repente, ao fazer uma curva de rio me deparei com uma cena de tirar o folego – uma gigantesca duna de areia, a magnífica Ponta América. Tive ali a sensação de que meu plano ia dar certo!

bb- Imensidão de dunas-

O pequeno vilarejo de Santo Amaro, onde desembarquei, correspondeu totalmente a minha expectativa. Apesar de hotéis muito simples, encontrei um lugar extremamente hospitaleiro e ainda pouco corrompido por um turismo descompromissado.

Nos dias seguintes explorei as incríveis lagoas desta região (algumas podem chegar a 8 metros de profundidade) e levei um susto: eram ainda mais bonitas que as lagoas próximas a Barreirinhas. Parecia incrível que esse lugar era ainda tão pouco visitado! Sabia que com alguns toques especiais, que a Matueté se especializou em produzir ao longos dos anos, a rusticidade dos hotéis podia tranquilamente ser superada. Os cenários para picnics e jantares a luz de velas, eram perfeitos.  

Imagem 130- Jantar a luz de velas nas dunas -

De Santo Amaro, passei rapidamente por Barreirinhas para confirmar aquilo que já sabia: não valia a pena passar muito tempo por lá, e logo embarquei numa voadeira para subir o Rio Preguiças em direção ao mar.

b- Barreirinhas: um oásis de água fresca e dunas macias… a ser compartilhado entre muita gente -

Descobri os vilarejos encantadores de Atins e Caburéonde as dunas encontram o mar e que hoje estão virando um ‘point’ de kitesurf. De lá, atravessei de quadriciclo para Paulino Neves, um outro interessante vilarejo, já próximo do fascinante Delta do Rio Parnaíba, e ponto de parada ideal para quem pretende esticar o roteiro e ir até Jericoacoara de jipe, já no Ceará.

DSC_0020 - A atmosfera de Atins -

E o que guardo dessa viagem de inspeção?  A certeza que para desenvolver roteiros verdadeiramente inovadores, é necessário olhar além do óbvio, e não acreditar que o mais confortável é necessariamente melhor.

DSC_0177-  o surrealismo de Caburé -

Lençóis Maranhenses é um destino que todos deveriam conhecer, especialmente os mais desprendidos, em busca de uma experiência transformadora, numa paisagem inigualável, que rompe os parâmetros naturais e sociais com os quais já estamos tão acostumados.

Onde mais encontrar a plenitude na simplicidade? Eu tenho certeza que o verdadeiro luxo mora nos Lençóis Maranhenses…

santo amaro (3)

Espero que este relato seja uma inspiração para outras viagens fantásticas por aí.

Um forte abraço,

Bobby Betenson

descrição bobby

Posted by