TAPIOCA
Matueté Blog

Adventure

26 de abril de 2016 0

:: (a) Américas | Adventure | Com crianças | Culture & History | Dica do Viajante | Matueté em Campo | Natureza

Há 22 anos, conheci minha mulher em uma viagem mochilando pelo Peru. Foi uma viagem mágica, onde fizemos a trilha Inca na ”raça”, carregando tudo que precisávamos para chegar a Machu Picchu.

Print

Muita coisa mudou de lá pra cá e hoje o Peru é talvez o país com a melhor infra-estrutura para o turismo de aventura de luxo da América do Sul.

Resolvi recriar nossa aventura em Janeiro desse ano, dessa vez com nossos filhos de 10 e 14 anos para sua primeira viagem de trekking pelos Andes.

É surpreendente como é fácil a chegada a partir de São Paulo; partimos bem cedo e com uma escala rápida em Lima, conseguimos chegar em Cusco para o almoço.

2        3

Saímos direto em direção ao incrível Vale Sagrado que reúne mais hotéis espetaculares que todos os destinos de natureza do Brasil juntos!

Optamos por ficar no excelente Sol Y Luna, um Relais & Chateaux com vários bangalôs e uma gastronomia especial.

4

De lá saíamos todos os dias para explorar a região…

Ruínas incas espetaculares, o vilarejo de Chinchero, com seus tecidos peruanos de alta qualidade, onde minha filha se encantou com todo o processo artesanal para o tingimento dos fios com produtos naturais, até a tecelagem dos mais incríveis panos.

5         6

Mas o ponto alto mesmo foi a trilha de 2 dias e 1 noite que fizemos, acampando com todo o conforto na cidadela Huchuy Qosco e sem mais ninguém pelo caminho. A trilha é lindíssima e na medida certa para uma menina de 10 anos.

Uma equipe de carregadores e cozinheiros levavam nossos equipamentos, montavam o acampamento e produziam deliciosas refeições.

         7          8

Havia sempre um cavalo a disposição para apoio nos momentos mais desafiantes. Pegamos uma chuva forte no final do dia, mas que foi mais do que recompensado pelo arco-iris mais intenso que já vi ao chegarmos ao nosso acampamento. Inesquecível! 

9

A visita a Macchu Picchu é sempre incrível, uma mistura de encantamento puro com aula de história.O gran finale da viagem foi em Cusco, uma daquelas cidades que toca a todos que têm alma de viajante: arquitetura incrível, bons restaurantes, pequenas vielas para se embrenhar, lojas interessantes e gente do mundo inteiro.

                    Sunset Over Cusco         11

Essa viagem é ideal para famílias que têm pelo menos 6 dias para viajar e gostam de natureza e história.A trilha pelo Andes e nosso acampamento por uma noite, com todo o conforto, foi um daqueles momentos que sei que nossa família vai lembrar para sempre.

12

Se quiser mais dicas sobre como organizar uma viagem do tipo, ideal para as férias do meio do ano, fale com a gente. :)

Martin Frankenberg

*Imagens acervo pessoal Martin Frankenberg
Posted by
21 de setembro de 2015 0

:: (a) Europa | Acontece por aí | Adventure | Art & Architecture | Natureza

Nada como um projeto surreal da arquiteta iraquiana Zaha Hadid (uma de nossas favoritas!) para começar a semana com boas ideias e imaginação…

z1

O Messner Mountain Museum fica em um dos lugares mais lindos da Itália, o Monte Kronplatz, e oferece uma experiência visual transformadora, com amplos terraços de frente para as montanhas da região, um cenário que mais remete a alguma projeção visionária do planeta.

Este é o sexto de uma série de museus dedicados ao montanhismo, uma ideia do alpinista Reinhold Messner, que ficou famoso ao escalar o Everest sem usar tubos de oxigênio. O Messner Museum, mostra a evolução do montanhismo nos últimos 250 anos, além de histórias, imagens e eventos relacionados ao tema.

z2

Foram mais de 4 mil metros cúbicos de terra e pedras escavadas para dar lugar ao impactante prédio de concreto, com curvas audaciosas, sinuosidade e futurismo (marcas registradas da arquitetura de Hadid), mas o que chama mesmo atenção é imaginar a complexidade de construir algo deste nível neste lugar, totalmente imprevisível, onde o visitante ganha uma experiência única ao interagir com natureza e arte.

c

Para quem gosta de aventura e quer uma imersão ainda mais completa, dá para chegar até lá após uma caminhada de quatro horas pelas montanhas, já pensou?

d

Vale uma passeada pela web do museu para acompanhar os detalhes da obra e fazer até um tour virtual. ;)

*Fonte de imagens: www.messner-mountain-museum.it/en/
 
Posted by
17 de setembro de 2015 0

:: (a) Américas | Adventure | Brazil - Central-west Region | Dica do Viajante | Matueté em Campo | Natureza

Hoje temos um convidado ilustre fazendo um guest appearance muito querido em nossas mídias sociais.

Elder Key Tateishi (que integra nossa equipe de Operações), é expert em Chapada dos Veadeiros e compartilhou suas impressões sobre este lugar mágico, que fica bem no coração do nosso país.

Valeu Key, adoramos suas dicas. :)

a

“Que o Brasil tem uma riqueza de paisagens invejável, não é segredo pra ninguém.

Biodiversidade florestal, grutas inexploradas, cachoeiras cinematográficas

Agora, imagine concentrar tudo isso em um só destino, super preservado e de fácil acesso. Acredite, na Chapada dos Veadeiros é possível!

c

Bem próxima a capital brasileira, a pitoresca vila de São Jorge é a porta de entrada do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. A beleza do lugar por si só já justificaria a visita, mas a sensação de bem estar instantânea, aliada a muita inspiração e um toque de misticismo, complementam ainda mais o visual arrebatador, oras daquele cerrado extenso de perder a vista, oras de um terreno curioso que mais parece estarmos pisando na lua.

Com mais de 80 cachoeiras catalogadas na região, não faltam opções de trilhas, permitindo que pessoas de todas as idades e preparo físico possam desfrutar.

b

E a Matueté ainda oferece uma experiência única: a possibilidade de se hospedar em uma Villa particular incrível, com todas as regalias e muita privacidade, além de programação cheia de atividades, como aulas de Yoga, massagens, meditação e muitas aventuras.”

                   5             6

Não dá vontade de arrumar as malas e se mandar pra lá agora mesmo?

*Fonte das imagens: acervo Matueté – por Ion David
Posted by
13 de agosto de 2015 0

:: (a) Américas | Adventure | Brazil - South Region | Dica do Viajante

Na manhã desta quinta feira, tivemos a presença querida da Rosana Takahashi, gerente de contas do grupo Belmond pra um café da manhã animado aqui no escritório. Ela veio dividir com a gente as últimas novidades do Hotel Cataratas, em Foz do Iguaçu,  um ícone nacional.

1

É estranho pensar que, mesmo sendo Foz um dos destinos mais populares do país e uma das 7 maravilhas do mundo, ainda tem muita gente não conhece esse paraíso natural, que além das cataratas majestosas, ainda conta com o maior parque de aves do Brasil e a impressionante usina hidrelétrica de Itaipú.

14

Mas o legal mesmo é poder aproveitar tudo isso hospedado no Hotel das Cataratas, que fica dentro do parque e permite acesso exclusivo na hora de fazer os passeios que costumam ficar lotados de visitantes o ano inteiro.

O Hotel é uma delícia, todo em estilo colonial português, com quartos amplos, rústicos, vistas deslumbrantes e oferece várias atividades imperdíveis, como o sobrevoo de helicóptero e o passeio da lua cheia, onde é possível ver um arco íris radiante bem no meio da noite!

                   12             13

Obrigada Rosana, mal podemos esperar pra visitar Foz novamente e respirar o ar puro e fresco de lá!

4

Pra ficar com mais vontade ainda de se mandar pra Foz,  basta clicar no vídeo. :)

Posted by
21 de julho de 2015 0

:: (a) Oceania | *Beach | *Urban | Acontece por aí | Adventure | Dica do Viajante | Natureza | Urbano

Uma das coisas mais legais na Matueté é quando alguém da nossa equipe volta de um destino cheio de dicas fresquinhas… e dessa vez foi a Luiza Vaz Moreira, uma de nossas gerentes internacionais, quem esteve pela Austrália e trouxe vários highlights na bagagem.

1

Explorar Sydney, segundo a Lu, em um passeio de barco pelo Harbour Bay é um jeito incrível de babar pela melhor vista da cidade! As ilhas Lord Howe e Hamilton também não podem faltar para os que curtem um belo visual: praias de areia absurdamente branca, água cristalina e riquíssima biodiversidade. E a boa pedida em Melbourne – conhecida pela alta qualidade do Street Art e suas ruazinhas misteriosas -, é fazer o tour “Hidden Secrets of Melbourne”, que vasculha todos os cantinhos da cidade além dos restaurantes e lojas mais descoladas.

                   2            3

Vale a pena conhecer a península Freycinet, na costa leste da Tasmânia. A dica gastronômica por lá fica por conta do Hotel Saffire, que promove uma experiência deliciosa numa fazenda de ostras, onde você mesmo escolhe e degusta acompanhado de uma boa taça de champagne! E para os Art Lovers, imperdível também é o MONA Museum: depois de um passeio de ferry bem animado, chega-se ao local – que é considerado bastante ousado por causa do acervo pra lá de original – e durante a visita eles fornecem um IPad  com vários detalhes e curiosidades. A Lu adorou!

4

Se também ficou animado pra conhecer tudo que rola no Down Under, fale com a gente. 

Posted by
21 de maio de 2015 1

:: (a) Américas | Adventure | Brazil - Northeast Region | By Matueté | Dica do Viajante | Matueté on the road | Natureza | Produções Matueté

Olá,

Das inúmeras viagens que fiz aos Lençóis Maranhenses, uma foi especialmente gratificante. Quando a Matueté identificou que precisávamos criar uma nova proposta de itinerário, diferente do que era sugerido por todas as agências naquele momento, abracei o desafio e me mandei para lá.

DSC_0099  – Sobrevoo no Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses -

E eu tinha um grande objetivo: criar um roteiro por esse lugar incrível, sem depender de Barreirinhas, a principal porta de entrada da região e já muito desgastada pelo turismo de massa. Nada fácil, mas este tipo de questionamento, buscando sempre o autêntico, transforma nossa maneira de produzir roteiros até hoje.

Lençóis tem uma natureza única, em constante mutação. Não existe nada comparável a essa paisagem transgressora, absolutamente inconcebível em qualquer outro lugar do mundo. Talvez algum deserto africano, só que ao avesso, já que água doce é algo nada raro nesta parte do Brasil!

12- Olhando assim, até parece um deserto -

Hoje, algum tempo depois daquela viagem que modificou absolutamente tudo, é bom lembrar dos highlights. O ponto de partida foi São Luís do Maranhão; um pernoite tranquilo para garantir total disposição nos próximos dias…

sl- Entardecer no centro histórico de São Luís  -

O plano era bastante simples: entrar nos Lençóis pela porta dos fundos, aquela que geralmente os turistas nem sabem que existe. E assim, parti de carro rumo ao município de Humberto de Camposde onde saí numa voadeira pelo Rio Alegre – um rio despretensioso, esquecido pelo tempo, margeando mangues, buritizais e que não dá a dimensão do que acontece a seguir.

IMG_6724- A veloz e prática Voadeira (muito prazer!) -

De repente, ao fazer uma curva de rio me deparei com uma cena de tirar o folego – uma gigantesca duna de areia, a magnífica Ponta América. Tive ali a sensação de que meu plano ia dar certo!

bb- Imensidão de dunas-

O pequeno vilarejo de Santo Amaro, onde desembarquei, correspondeu totalmente a minha expectativa. Apesar de hotéis muito simples, encontrei um lugar extremamente hospitaleiro e ainda pouco corrompido por um turismo descompromissado.

Nos dias seguintes explorei as incríveis lagoas desta região (algumas podem chegar a 8 metros de profundidade) e levei um susto: eram ainda mais bonitas que as lagoas próximas a Barreirinhas. Parecia incrível que esse lugar era ainda tão pouco visitado! Sabia que com alguns toques especiais, que a Matueté se especializou em produzir ao longos dos anos, a rusticidade dos hotéis podia tranquilamente ser superada. Os cenários para picnics e jantares a luz de velas, eram perfeitos.  

Imagem 130- Jantar a luz de velas nas dunas -

De Santo Amaro, passei rapidamente por Barreirinhas para confirmar aquilo que já sabia: não valia a pena passar muito tempo por lá, e logo embarquei numa voadeira para subir o Rio Preguiças em direção ao mar.

b- Barreirinhas: um oásis de água fresca e dunas macias… a ser compartilhado entre muita gente -

Descobri os vilarejos encantadores de Atins e Caburéonde as dunas encontram o mar e que hoje estão virando um ‘point’ de kitesurf. De lá, atravessei de quadriciclo para Paulino Neves, um outro interessante vilarejo, já próximo do fascinante Delta do Rio Parnaíba, e ponto de parada ideal para quem pretende esticar o roteiro e ir até Jericoacoara de jipe, já no Ceará.

DSC_0020 - A atmosfera de Atins -

E o que guardo dessa viagem de inspeção?  A certeza que para desenvolver roteiros verdadeiramente inovadores, é necessário olhar além do óbvio, e não acreditar que o mais confortável é necessariamente melhor.

DSC_0177-  o surrealismo de Caburé -

Lençóis Maranhenses é um destino que todos deveriam conhecer, especialmente os mais desprendidos, em busca de uma experiência transformadora, numa paisagem inigualável, que rompe os parâmetros naturais e sociais com os quais já estamos tão acostumados.

Onde mais encontrar a plenitude na simplicidade? Eu tenho certeza que o verdadeiro luxo mora nos Lençóis Maranhenses…

santo amaro (3)

Espero que este relato seja uma inspiração para outras viagens fantásticas por aí.

Um forte abraço,

Bobby Betenson

descrição bobby

Posted by
16 de abril de 2015 0

:: Acontece por aí | Adventure | Dica do Viajante

Sabe aquele negócio de lembrar de uma música assim que você pisa em determinado lugar? Então, resolvemos ajudar e preparamos uma listinha só com coisa boa… basta ouvir bastante e esperar que seu cérebro se lembre delas na próxima viagem!

  1. Rio de Janeiro

Samba do avião,  Tom Jobim … curtindo o belo pôr do Sol da Lagoa Rodrigo de Freitas, tomando uma caipirinha exótica no Palaphita Kitch.

2. Paris

Paris Paris, Malcolm McLaren & Catherine Deneuve … tomando um café acompanhado de macarons deliciosos no Cafe Marly,  em frente a cúpula do Louvre.

3. Barcelona

El Viento, Manu Chao … se perdendo pelas ruelas da Ciutat Vella, até alcançar a Calle Joaquin Costa e a Rambla del Raval , redutos de maior miscigenação étnica da cidade.

4. Costa da California

California Soul, Marlena Shaw … dirigindo pela Highway 1  de San Francisco a Los Angeles, com uma parada obrigatória na região do Big Sur  para fotografar as belas paisagens costeiras.

5. Londres

Dog days are over, Florence + The Machine … numa corrida revigorante aos primeiros raios de sol no perímetro do Hyde Park e Kensington Gardens.

6. África do Sul

Pata Pata, Miriam Makeba … preparando se para o lendário bungy jump de 216 metros na maior ponte comercial do mundo, Bloukrans Bridge, próximo a Nature Valley, no extremo sul da África.

7. Reykjavik

Hyper-Ballad, Bjork, … numa exploração cultural ao Museu de Arte de Reykjavik , que ocupa três espaços diferentes na cidade, com exposições pra lá de vanguardistas e o maior acervo de arte visual da Islândia.

8. Costa Amalfitana

Nel Blu Di Pinto Di Blu (Volare), Domenico Modugno , passeando pelos jardins da  pitoresca Villa San Michele , em Anacapri. Bucólica atmosfera italiana com vistas de tirar o fôlego.

9. Trancoso

Meia Lua Inteira, Caetano Veloso … relaxando na piscina da Villa n4 em Trancoso, com toda a paz que só a Bahia pode oferecer.

10. Havana

Chan Chan, Buena Vista Social Club … tomando o famoso Daiquiri do El Floridita. Suficiente para entender porquê esse lugar é um dos tesouros mais preciosos de Havana e tinha ninguém menos que Ernest Hemingway como principal entusiasta.

11. Miami

Miami, Will Smith … vislumbrando cores e formas no Miami Art Discrict.

 

 

Posted by
8 de abril de 2015 0

:: (a) Américas | Adventure | Insider | Natureza

Está precisando reativar seu lado desbravador e passar mais tempo em contato com a natureza? Apostamos que sim!

Desde a semana passada, quando o pessoal do Cristalino Lodge esteve em nosso escritório para nos ajudar a reciclar o que sabemos sobre este santuário natural, não conseguimos pensar em outra coisa.

Por localizar-se bem ao sul da Amazônia brasileira, esta parte da floresta já tem um pezinho no Pantanal, e o resultado disso é fantástico: toda abundância da selva, com muito mais chances de avistamento de animais! São mais de 11.000 hectares de reserva e um ecossistema rico e equilibrado praticamente o ano todo.

Aerial view

Canopy tower from above II

É uma região bastante remota, então o acesso parece complicado, mas não é. Basta voar para Alta Floresta (MT) e, ao chegar, um curto traslado de carro seguido de 30 minutos de passeio de barco pelo rio Cristalino, te transportam até lá.

boat trip at cristalino river          CL-Floating deck II-Luis Gomes

Vale contar: o Lodge foi apontado pela National Geographic Traveler como um dos 25 melhores Eco Lodges do mundo, e sabemos os motivos: guias especialistas, que dão muito mais sentido a interação com a natureza; arquitetura marcante, sofisticada e que encanta os olhos; e um serviço impecável.

bar and bonfire

Tirando o fato que a completa imersão num dos lugares naturais mais lindos do planeta ganha de qualquer outra questão, o ponto alto desta experiência está nas acomodações: extremamente aconchegantes, cheias de regalias e que ainda permitem relaxar em uma banheira, tendo como cenário a floresta amazônica e um imenso céu estrelado. 

Special bungalow entrance          Bathtub at private garden IV

Há tanto o que fazer por lá, que não vale ficar poucas noites! Espere preencher os dias com diversos tipos e níveis de trilhas, canoagem e observação de aves, macacos, plantas e até mesmo eventuais grandes mamíferos.

Blue-and-Gold Macaw

Que tal apreciar o nascer do sol do alto de uma torre de 50 metros? Explorar a biodiversidade, abraçar uma castanheira ancestral e terminar o dia com muito papo em volta da fogueira? Ou, apenas relaxar no deck flutuante, entre um mergulho e outro no rio Cristalino?

Tufted capuchin           133234211431212_960_544_s_c1

Se precisa de mais inspiração, converse conosco e não deixe de passear um pouco pelo nosso site!

Posted by